segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Natal


Presépio

O presépio é a casa,
o abrigo e a fonte,
é o destino da estrela
esperando que o sol desponte.

O presépio é o lugar
que o menino quis escolher
para anunciar ao mundo
que acabara de nascer.

Os animais que se juntam
para lhe darem calor
são o teto e são a casa,
são uma prova de amor.

Faz-se um presépio de barro,
lembrando o original,
que por ser quente e humano
nunca há-de ter igual. 

Até o cão e o gato
que parecem lá não estar
ficaram ao fundo à espreita
para poderem festejar.

Os primos vão buscar musgo
e dão um toque mais quente
ao presépio deste Natal
que vai juntar toda a gente.

O presépio é o abrigo
onde dorme a lua cheia,
que guarda uma surpresa
para um menino sem ceia.

José Jorge Letria,


Feliz Natal.

2 comentários:

  1. Lindo: o poema e o presépio!!! Um sereno e feliz Natal e um maravilhoso ano novo.

    ResponderEliminar
  2. ΚΑΛΑ ΧΡΙΣΤΟΥΓΕΝΝΑ!!!!
    MERRY CHRISTMAS!!!
    FELIZ NATAL!!!!

    ResponderEliminar